Sobre a Camila Quintana - Assessoria de Eventos

A Cerimonialista Camila Quintana é graduada em Comunicação Social - Bacharelado em Relações Públicas pela Unisinos. Concluiu o curso com Distinção com a abordagem do tema "Crise de Imagem de Pessoa Pública" baseado no case de Ibsen Pinheiro, buscando a problemática de soluções de crises e restabelecimento de imagem no mercado. Entre 2008 e 2010 trabalhou na área de Atendimento ao Cliente na empresa Claro assessorando em casos críticos para reversão de imagem da empresa. Posteriormente atuou na Central de Eventos na tradicional Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre e no Clube do Comércio,junto à Barcelos Gastronomia, tendo ainda passagem como Coordenadora de Eventos no SESC Campestre. Após adquirir amplo conhecimento no âmbito de eventos e atendimento, sentiu necessidade de atender seu cliente de forma personalizada e da forma que acredita ser um evento: "Fazer evento é aproximar pessoas, compartilhar momentos... é encantá-las e fazê-las felizes!" Sejam Bem-Vindos a este mundo de sonhos!

domingo, 22 de abril de 2012

Para não fazer feio na festa

Quando se vai a algum evento há várias coisas que devemos observar... desde quem está convidado no convite, passando pelo tipo de traje descrito, chegando até no comportamento que se terá na festa.
Por exemplo, em casamento, só quem veste branco é a noiva. É uma gafe tremenda concorrer com a protagonista da história.
Além disso, o tradicional "pretinho básico" pode ser substituído por outro tom, já que é uma celebração, teoricamente, o nascimento de uma nova relação.
Antigamente, se faziam os arranjos de mesa para serem levados para casa. Hoje, não mais! Muito provavelmente se você levar um arranjo de mesa para sua casa, estará causando prejuízo para o anfitrião, pois os valores de reposição de peças é bem caro que a contratação inicial das mesmas. Não mexa no arranjo!
Outra gafe que às vezes insistimos em cometer é mudarmos de mesa quando chegamos a uma festa. Acredite, se o anfitrião da festa optou por sua "locação" em uma determinada mesa é porque ele tem todo um planejamento do ambiente. Não mude. Claro que lá pelo meio da festa, depois que já foi servida a alimentação completa e retirado o serviço, você pode circular e fazer a social em outras mesas. Mas ainda assim, conserve seus pertences na mesa original.
Já mencionei isso em postagem anterior... pedir para levar amigo, parente, sogra, papagaio em festa. Nem pensar! Não está no convite, fica em casa!
Dar indiretas para ser padrinho ou madrinha, além de constranger os noivos, pode acabar constrangendo você.
Não se meta! O casamento não é seu!
Há uma lei que está para ser aprovada que é radical em relação a ter crianças em ambientes sociais noturnos (restaurantes). Não vamos exagerar. Nada que a velha e boa educação não resolva. Criança bem educada é um adulto bem inserido no mundo social.
Nem pensar em deixar as "menininhas" entrarem na fila do buquê. Tão pouco é bonito ver crianças demolindo arranjos de flor, correndo pelo salão ou corredores da igreja. Eduque ou você pode acabar advertido num evento, afinal de contas, o dono da festa pagou para ver tudo 100%.
Ficar atrás do fotógrafo ou da equipe de filmagem, fazendo caretas, sinal de "paz e amor" ou pedindo dedicação especial, esqueça! Hoje é normal levar sua própria câmera para registrar os momentos de sua preferência, claro que sem atrapalhar os profissionais contratados. Ou seja, sem exgeros. Use o bom senso e depois, dependendo da qualidade das fotos, compartlhe com o dono da festa. Ele irá gostar ver seu evento de outro ângulo.
Lembre-se: ser chique é ser educado, só isso.