Sobre a Camila Quintana - Assessoria de Eventos

A Cerimonialista Camila Quintana é graduada em Comunicação Social - Bacharelado em Relações Públicas pela Unisinos. Concluiu o curso com Distinção com a abordagem do tema "Crise de Imagem de Pessoa Pública" baseado no case de Ibsen Pinheiro. Entre 2008 e 2010 trabalhou na área de Atendimento ao Cliente na empresa Claro. Posteriormente atuou na Central de Eventos na tradicional Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre e no Clube do Comércio,junto à Barcelos Gastronomia, tendo ainda passagem como Coordenadora de Eventos no SESC Campestre. Após adquirir amplo conhecimento no âmbito de eventos, sentiu necessidade de atender seu cliente de forma personalizada e da forma que acredita ser um evento: "Fazer evento é aproximar pessoas, compartilhar momentos... é encantá-las e fazê-las felizes!" Desta forma, nasceu a Camila Quintana - Assessoria de Eventos que hoje conta com uma equipe permanente de 9 profissionais capacitados em eventos o que nos permite manter sempre o mesmo padrão de qualidade e exigência. Sejam Bem-Vindos a este mundo de sonhos!

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Casamento no Campo




Hoje em dia está cada vez mais comum os noivos optarem por unir a cerimônia religiosa com a recepção, transportando seu casamento dos luxuosos e sofisticados salões de clubes tradicionais da cidade para o campo, em fazendas, sítios, chácaras com espaço disponível ou até mesmo residências familiares.
Essa cultura de bodas no campo era muito habitual em décadas passadas, quando não haviam tantos centros urbanos e a vida se passava nas regiões coloniais. Os típicos casamentos com mesas extensas servidas de produtos coloniais, tinha início no horário de almoço, estendendo seus festejos durante toda a tarde até o cair da noite.
A mudança de hábito dos casais foi gradativa, principalmente pela dificuldade de encontrar locais com estas características para a tal boda. Ou os lugares são muito afastados, dificultando a chegada dos convidados ou os espaços pedem valores muito elevados, o que inviabiliza a festa como um todo.
Geralmente estes espaços oferecem apenas o lugar, sem nenhuma infraestrutura a mais. E se engana quem pensa que por ter optado casar no campo não necessitará investir em ambientação e demais detalhes. Obviamente, que nestes cenários não se pede todo o requinte de um salão tradicional, até nem combina, mas ainda assim pede-se itens que gerem conforto e beleza para o evento.
Em lugares abertos, há a obrigatoriedade de se contar com algum tipo de cobertura, pois de última hora fica complicado garantir toda a qualidade do que foi planejado, diante de uma alteração no cenário por fatores climáticos.
O horário da cerimônia também deve ser analisado com cuidado, lembrando questões como horário de verão, tendências de temperatura em cada estação, melhor cenografia para fotos e filmagens, a falta de relevância de ilimunação se o casamento for realizado durante o dia. Enfim, são vários detalhes a serem previstos.
Referente à alimentação é muito importante ter cuidado com o acondicionamento do que será servido, principalmente se a estação escolhida para o casamento for o verão. Ainda com altas temperaturas é importante prever ventiladores externos e caso o evento ocorra no inverno, aquecedores, pois não podemos esquecer o bem estar de todos os convidados.
A questão da localização também é fundamental para o sucesso da cerimônia: lembrar que pela distância, alguns convidados podem ficar impossibilitados de irem por não terem carro, não se sentirem seguros de chegar, etc. Entregar um mapinha junto com o convite, nestes casos faz toda a diferença. Se puder disponibilizar vans para quem necessite, melhor ainda. Claro que isso deve fazer parte do orçamento desde a previsão inicial da escolha do local da festa.
Se o lugar for muito afastado e for constituído de muito verde, faz-se essencial providenciar repelentes, pois é extremamente desegradável ver todos se debatendo devido à presença de insetos. Inclusive, em certas regiões e de acordo com a verba, ter uma equipe médica à disposição é bastante indicado, afinal, não estaremos em zonas centrais.
Quem deseja casar no campo deve ter em mente que se trata de um cenário com maior possibilidade de imprevistos, por fatores climáticos, de localização, etc. Nada que com uma boa assessoria de eventos estes problemas não se convertam em detalhes imperceptíveis até pelos noivos.