Sobre a Camila Quintana - Assessoria de Eventos

A Cerimonialista Camila Quintana é graduada em Comunicação Social - Bacharelado em Relações Públicas pela Unisinos. Concluiu o curso com Distinção com a abordagem do tema "Crise de Imagem de Pessoa Pública" baseado no case de Ibsen Pinheiro, buscando a problemática de soluções de crises e restabelecimento de imagem no mercado. Entre 2008 e 2010 trabalhou na área de Atendimento ao Cliente na empresa Claro assessorando em casos críticos para reversão de imagem da empresa. Posteriormente atuou na Central de Eventos na tradicional Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre e no Clube do Comércio,junto à Barcelos Gastronomia, tendo ainda passagem como Coordenadora de Eventos no SESC Campestre. Após adquirir amplo conhecimento no âmbito de eventos e atendimento, sentiu necessidade de atender seu cliente de forma personalizada e da forma que acredita ser um evento: "Fazer evento é aproximar pessoas, compartilhar momentos... é encantá-las e fazê-las felizes!" Sejam Bem-Vindos a este mundo de sonhos!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Acontece em eventos...

Quem trabalha com eventos sabe que alguns imprevistos podem ocorrer. Há alguns mais óbvios que já estamos preparados, mas há aqueles que o anfitrião se nega a acreditar que possa acontecer... vamos a um exemplo: Os penetras ocorre mais em festa jovem, 15 anos, debutantes. A meninada fica sabendo da festa e acaba indo sem ser convidada pelo aniversariante. Sim, digo pelo aniversariante, porque alguém o convida o que é de extrema falta de educação.
Quando recebemos um convite para um evento, ele é direcionado a certas pessoas (já comentei isso aqui no blog, sobre a subscrição de convites e a quem ele é destinado). Não importa se a sua melhor amiga veio do Egito nesta data e estará na sua casa. Ela não foi convidada. Ela fica em casa. Nem pensar em pedir para a aniversariante estender o convite. E se você confirmou, vá à festa, a não ser que tenha tempo hábil para cancelar sua presença.
Bem, a solução para evitar este problema é a contratação de um cerimonialista que vai instruir a utilização adequada de hosters ou recepcionistas para o evento, conforme o número de convidados. Além disso, ter seguranças treinados (e educados) para conter os penetras que passem pela varredura da recepção do evento. Há todo um posicionamento dos profissionais para que isso não ocorra e que para o anfitrião nem fique sabendo.
Mas para isso, a lista de convidados deve estar 100% correta para não se gerar nenhum constrangimento.
Mas e se passar alguém indesejado? Não tenha vergonha de mandar retirar penetras de sua festa. Eles são os mal educados, uma vez que não foram convidados. Neste caso a cerimonialista deve conversar gentilmente com estas pessoas e pedir que se retirem .  Acredite, se sentirão constrangidos e irão embora. Caso não ocorra, vem o papel dos seguranças que devem “acompanhar”, exatamente  isso, estes não-convidados.
Porém hoje já contamos com as famosas pulseirinhas que não devem ter o lacre rompido, carimbos invisíveis, cartões magnéticos, adesivos luminosos. Tudo isso é válido e não se trata de exageros, pois um número a mais de convidados na sua festa pode gerar um custo ainda maior no final do evento.