Sobre a Camila Quintana - Assessoria de Eventos

A Cerimonialista Camila Quintana é graduada em Comunicação Social - Bacharelado em Relações Públicas pela Unisinos. Concluiu o curso com Distinção com a abordagem do tema "Crise de Imagem de Pessoa Pública" baseado no case de Ibsen Pinheiro. Entre 2008 e 2010 trabalhou na área de Atendimento ao Cliente na empresa Claro. Posteriormente atuou na Central de Eventos na tradicional Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre e no Clube do Comércio,junto à Barcelos Gastronomia, tendo ainda passagem como Coordenadora de Eventos no SESC Campestre. Após adquirir amplo conhecimento no âmbito de eventos, sentiu necessidade de atender seu cliente de forma personalizada e da forma que acredita ser um evento: "Fazer evento é aproximar pessoas, compartilhar momentos... é encantá-las e fazê-las felizes!" Desta forma, nasceu a Camila Quintana - Assessoria de Eventos que hoje conta com uma equipe permanente de 9 profissionais capacitados em eventos o que nos permite manter sempre o mesmo padrão de qualidade e exigência. Sejam Bem-Vindos a este mundo de sonhos!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Breve Nota sobre a Festa de Michelle Obama

Não podia me eximir de comentar brevemente o caso, já que minha rotina é exatamente esta: organizar evento e pensar na "comilança".

Sim, brasileiro tem mania de comilança: churrascada, feijoada...
Quando vamos numa festa o menu é determinante para amarmos o evento ou detoná-lo. Sim, detoná-lo!

Que vergonha! Parece que não temos comida em casa e que vamos celebrar só para comer. Aliás, quem já não escutou frases do tipo: "só vou pela comida"?

Ok, que pode não ter sido muito elegante o pedido da Michelle (veja, estou íntima), mas não é nada elegante ir numa festa só para comer!
Entendo que seja cultural e que no nosso país a celebração tenha  muito a ver em sentar-se à mesa, reunir-se. Comer é até um ato de intimidade e por isso que compartilhamos nossas festas x comilanças com nossos amigos.

Penso que a Sra. Obama fez o que muitos anfitriões tem vontade de fazer e não tem coragem. Acabam tirando empréstimos, pagando festas que não podiam só para os demais saírem de "bucho cheio".

O objetivo de uma festa é comemorar! Não comer. Isto, apenas, está implícito na nossa cultura.

E por falar em ser deselegante, vejo tanto convidado sem nenhuma educação. A prova disso são os pedidos de confirmação de presença que raramente são atendidos.

Educação x educação.... eu iria na festa da Michelle para dançar a noite toda!