Sobre a Camila Quintana - Assessoria de Eventos

A Cerimonialista Camila Quintana é graduada em Comunicação Social - Bacharelado em Relações Públicas pela Unisinos. Concluiu o curso com Distinção com a abordagem do tema "Crise de Imagem de Pessoa Pública" baseado no case de Ibsen Pinheiro. Entre 2008 e 2010 trabalhou na área de Atendimento ao Cliente na empresa Claro. Posteriormente atuou na Central de Eventos na tradicional Associação Leopoldina Juvenil de Porto Alegre e no Clube do Comércio,junto à Barcelos Gastronomia, tendo ainda passagem como Coordenadora de Eventos no SESC Campestre. Após adquirir amplo conhecimento no âmbito de eventos, sentiu necessidade de atender seu cliente de forma personalizada e da forma que acredita ser um evento: "Fazer evento é aproximar pessoas, compartilhar momentos... é encantá-las e fazê-las felizes!" Desta forma, nasceu a Camila Quintana - Assessoria de Eventos que hoje conta com uma equipe permanente de 9 profissionais capacitados em eventos o que nos permite manter sempre o mesmo padrão de qualidade e exigência. Sejam Bem-Vindos a este mundo de sonhos!

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Feliz Dia dos Namorados!

Hoje, tive a satisfação de receber um grupo de estudantes de Jornalismo da Uniritter, que finalizando seu curso escolheram fazer um trabalho sobre Casamento.

Uma das perguntas de seu estudo de caso era: porque as pessoas se casam?

E é com esta pergunta que realmente começo este post.

Meus clientes se casam porque se amam. Estão apaixonados, respondi.
Vou além e cito um autor que desconheço que diz que "ao contrário do que muitos pensam, o Casamento é uma instituição moderna, pois hoje em dia, nada mais obriga a duas pessoas a estarem juntas, a não ser o amor".


Você discorda? Eu não.
Quando vejo os noivos sentarem na minha frente, um pouco tímidos ainda no início, mas planejando o seu dia e lá pelas tantas, corre um olhar de cumplicidade entre eles, uma mão na perna, um carinho peculiar, um apelido íntimo que acaba vazando, um cuidado especial, um gosto particular e alheio, mas tão bem conhecido pelo outro. Não são almas gêmeas que se sentam à minha frente. São almas afins. 
Almas com os mesmos sonhos, planos, mesmo amor. 
É evidente que é necessário ter a ideia de família, união, empatia, cumplicidade, amizade, companheirismo e novamente paixão.




Sim, as pessoas se casam porque estão apaixonadas pela causa de seu amor. Pelo seu amor, aquele alí perfectível, nunca perfeito (vejam que há diferença) que está ao seu lado.
Estão apaixonados e já se conhecem, querem algo mais sublime do que estar apaixonado por alguém que é tão cheio de defeitos como nós próprios. Isto mesmo, não é o Príncipe Encantado nem a Bela Adormecida, mas são pessoas de carne e osso e que sobrevivemos às suas imperfeições, adivinhem, com amor.

Casar, pressupõe namoro. Namoro pressupõe conhecer e gostar. 
Lembram da época do sofá? Do namoro no portão? Então, as pessoas se conheciam... se apaixonavam e viviam juntas.

Hoje, nos conhecemos nas nossas casas. No sofá, mas também nos quartos, nas cozinhas, cada um com suas manias. A convivência mudou de cenário, mas o sentimento ainda é o mesmo... é o amor.


Este post é dedicado a todos os meus casais que se olham todos os dias e repetem o sim que disseram diante de tantos amigos e familiares. É para aqueles, também, que sonham com este dia que está por vir, sendo planejado, sonhado.

É para todos aqueles que aos olhos se encontrarem no momento da entrada da noiva se encheram de lágrimas de alegria por terem a convicção que alí está o seu amor.


Um amor que é capaz de comemorar Bodas com a mesma paixão e ainda após tantos anos de casados se olharem como se fosse a primeira vez...

Que o amor seja um bálsamo sempre em nossas vidas! 

Eu agradeço por ter um amor e poder viver tantos outros com cada um dos meus casais.

Um Feliz Dia dos Namorados!